I'm still looking up

Ana Carolina, 19, Minas Gerais.


Pergunte
Mais
Textos
Arquivo
"Por quanto tempo já fiquei observando outros casais imaginando como e quando seria a minha vez? De manhã, de tarde e de noite. Pensando no como seria, e como faria. No final das contas, sobrava solidão. Me frustrei, sabe? Coloquei pressão demais em pessoas pequenas, em pessoas que não podiam me oferecer o que eu buscava. E eu queria construir. Não precisava ser um castelo, um palácio ou só uma palafita. Talvez até mesmo um barraco, mas eu queria, entende? Nem que minha casa fosse somente os braços de um alguém e a gente se beijasse na chuva, considerando uma goteira. Ficaria tudo certo. Eu só preciso um lugar pra descansar. E eu estou falando de colo, não de colchão."



"Vai ser o inferno, mas sou durão, e existe maneira melhor de se sacrificar do que pela felicidade de outra pessoa?"



"O amor não é para os fracos. Amor é o que fica depois do desespero. Amor é o que fica depois da vingança. Amor é o que fica depois da solidão. Amor é o que fica depois das brigas. Amor é o que fica depois da bebedeira. Amor é o que fica depois da fofoca. Amor é o que fica depois das dúvidas. Amor é o que fica depois do orgulho. Amor é o que fica depois dos gritos. Amor é o que fica depois da raiva. Amor é o que fica depois dos erros. Amor é o que fica depois da cobrança. Amor é o que fica depois do cansaço. Amor é o que fica depois de ir embora. Se o amor ficou depois de tudo, não finja que ele é nada."